jump to navigation

Iraniana condenada à morte por apedrejamento é libertada maio 12, 2008

Posted by ivanildafigueiredo in Noticias.
trackback

Em diversos países, mulheres ainda estão vulneráveis a certas leis que colocam suas vidas em risco. No Irã, o caso de apedrejamento até a morte é um exemplo bem conhecido. Por ser uma penalidade prevista na Constituição, o acesso à justiça para os que são condenados se torna mais difícil.

 

Mokarrameh Ebrahimi estava presa havia 11 anos em prisão na província de Qazvin, sob acusação de adultério, sendo condenada à sentença de morte por apedrejamento. Mas decisão da comissão de anistia do judiciário do Irã ordenou que ela fosse liberada, depois de seu companheiro, Jafar Kiani, ter sido apedrejado até a morte em julho de 2007.

 

A morte por apedrejamento está prevista na Constituição iraniana. O artigo 102 do código penal determinaria que homens sejam enterrados até a cintura e mulheres até os seios enquanto são apedrejados, enquanto outro artigo descreve o tamanho das pedras a serem usadas.

 

Segundo a Anistia Internacional, pelo menos 12 pessoas – principalmente mulheres – correm o risco de serem condenadas ao apedrejamento naquele país.

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: