jump to navigation

Casal que adotou bebê roubado na ditadura argentina é condenado maio 5, 2008

Posted by ivanildafigueiredo in Noticias.
trackback

Com seus pais desaparecidos durante a ditadura, Maria Eugenia Sampallo Barragán tenta no momento conseguir punir os responsáveis pelo seu seqüestro. Esse caso é mais uma demonstração de como, com o fim das ditaduras, é possível para aqueles prejudicados poderem finalmente ser ouvidos pela justiça.

 

Em ação inédita, tribunal federal de Buenos Aires condenou à prisão casal que adotou ilegalmente a filha de desaparecidos durante o último governo militar argentino (1976-1983) e o ex-capitão do Exército responsável pelo seqüestro da criança.

 

A própria filha adotiva do casal, María Eugenia Sampallo Barragán, foi a responsável por mover a ação judicial. Pela primeira vez um filho de desaparecidos durante o a ditadura naquele país entra com uma ação contra os pais adotivos.

 

O juiz sentenciou o pai adotivo de Sampallo, Osvaldo Rivas, a sete anos de prisão, e sua mulher, María Cristina Gómez Pinto, a oito, enquanto o ex-capitão do Exército Enrique Berthier foi condenado a 10 anos de prisão.

 

Acredita-se que existam cerca de 500 crianças, filhas de prisioneiros políticos do regime militar.

O que você acha dessa condenação?

 

Link: http://www1.folha.uol.com.br/folha/bbc/ult272u389258.shtml

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: