jump to navigation

Capitão acusado de tortura se cala ante juiz na Argentina maio 3, 2008

Posted by ivanildafigueiredo in Noticias.
trackback

Após anos impunes, os crimes ocorridos durante as ditaduras latino-americanas vêm ganhando a dimensão que merecem perante a justiça. Com isso, as famílias das vítimas poderão, finalmente, buscar auxílio nas leis. O que lhes foi negado durante as ditaduras.

 

Após extradição da Espanha, Miguel Cavallo, negou-se a responder às perguntas do juiz federal Sérgio Torres sobre crimes que teria cometido durante a ditadura militar na Argentina (1976-1983).

 

Segundo o jornal Clarín, a promotoria espanhola teria pedido pena de 17 mil anos de prisão pelo “desaparecimento forçado” de 227 pessoas, assim como de outros 126 seqüestros – dos quais 16 envolviam mulheres grávidas –, além da prática de tortura contra 21 vítimas da repressão.

 

O juiz Torres acusa Cavallo de outros crimes, como tortura, roubo e falsificação de documentos, mas como o caso foi aberto na Espanha, ele deve esperar definição da Justiça espanhola.

 

De acordo com o divulgado pela emissora de televisão Telefe, de Buenos Aires, o acusado foi transferido para prisão.

 

Link:http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2008/03/31/capitao_acusado_de_tortura_se_cala_ante_juiz_na_argentina-426617304.asp

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: