jump to navigation

Na África do Sul, o estupro e a falta e justiça para com as vitimas é um problema real. abril 18, 2008

Posted by ivanildafigueiredo in Noticias.
trackback

Na África do Sul, é estimado que é estimado um número de 50.000 mulheres e crianças estupradas por ano. Isto traz uma mancha terrível a nação sul-africana. As ONGs especializadas uma em duas mulheres dos país é provável que seja estuprada e que 75% dos estupros de mulheres e crianças são perpetrados por gangues de estupradores. A maioria dos casos não são sequer relatados e apenas 7% dos relatados terminam em condenação. Na tentativa de abolir tal prática a lei é severa e estabelece que a sentença mínima para quem comete múltiplos estupros ou estupra(força a ter relações sexuais) um/a menor é a prisão perpetua. No entanto, na prática as sentenças tem sido bem mais leves. Em 2003, o juiz AJ Visser, sentenciou um homem a 8 anos de prisão por ter estuprado uma garota de 14 anos por duas vezes. O juiz disse que a vitima “sendo a garota bonita que é, deve ter trazido para fora o instituto animal do acusado de modo espontâneo”. Assustador? A sociedade sul-africana precisa sedimentar o entendimento de que nenhum homem tem o direito de forçar qualquer pessoa a prática sexual não importa se (ou quão) bonita ela seja. O Judiciário também precisa ser chamado para assumir sua responsabilidade.

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: